Páginas

30 janeiro 2010

Campus Party

 A Campus Party é um dos maiores eventos sobre empresas e sites promovendo o que há de melhor e mais novo no mundo da tecnologia, entretenimento eletrônico e cultura digital. A Campus Party terá milhares de participantes acampados, reunindo palestras, atividades temáticas (sobre games, música, design, blog e software livre).
 Um dos maiores nomes da edição 2010 da Campus Party é Kevin Mitnick. Mitificado pelos aficionados em tecnologia, o "mais famoso hacker do mundo", que hoje é consultor de segurança na internet para empresas, afirmou que não existe segurança na rede. “Tudo tem falhas”, disse. 
A Unicamp trouxe o "Jardim Robótico", flores robóticas iluminadas que seguem a luz. No "Sound Walk" o público é captado por sensores ao pisar em luzes coloridas no chão, produzindo música e sons variados.
Um corredor leva a todos os projetos independentes como o Probo, robô que reage e interpreta gestos ou o EMOTIV, dispositivo que quando colocado na cabeça permite ao usuário controlar objetos com a mente.
O nome Campus Party surgiu na Espanha, onde foi realizado o primeiro dos eventos em 1997, posteriormente estendo-se a outros países como Brasil e Colombia. Essa matéria é da Campus passada, feita pelo Jornal da Globo. Sente o qual é pira...

Banksy e "Exit Throught The Gift Shop"


Banksy permaneceu anônimo e subversivo mesmo ao tornar-se um dos artistas mais famosos do mundo. O artista urbano, que nunca confirmou sua identidade, fez sua estréia com o filme Exit Through The Gift Shop Spotlight Surprise do festival. Há especulações de que o artista vai finalmente revelar-se no filme pois haverão imagens exclusivas dele trabalhando, juntamente com muitos dos artistas de graffiti mais famosos do mundo. Ele uma vez disse a um entrevistador: Eu não tenho interesse em me revelar. Eu acho que ja existem escrotinhos auto-suficientes demais por aí tentando aparecer com seus rostinhos feios. O filme conta a história de um excêntrico dono de loja que se tornou documentarista que tenta localizar e ficar amigo de Banksy.

29 janeiro 2010

Sandy Skoglund





A norte-americana Sandy Skoglund é uma artista fantástica, conhecida por suas fotos surrealistas e altamente plásticas, Sandy mixa elementos sintéticos em cenários naturais, lindo, lindo. Sua narrativa poética é criada em estúdio, sem auxílio de photoshop. Confere...



Tiësto feat. Tegan And Sara

O novo disco do DJ Tiësto chama-se Kaleidoscope, saiu do forno em outubro do ano passado, tá isso todos sabemos, e daí?!. Só que o curioso é que a faixa "Feel it in My Bones", Tiesto fez junto com as gatinhas Tegan and Sara, ganhando até um videoclip. Veja só que coisa....O cara, não parou por aí, chamou também, Emily Haines (Metric), Nelly Furtado, Kele Okereke (ex-Bloc Party), Calvin Harris e outros.

As Novas Interfaces da Arte Virtual

Os anos 80 foram marcados também pelo "boom" da "realidade virtual" , que começou a ser amplamente difundido nas publicações especializadas, sendo utilizado para embasar conceitos variados da tecnologia visual. Ivan Sutherland  desenvolveu na década de 60 a tecnologia da realidade virtual, objetivando possibilitar a visualização científica de dados tridimensionais em tempo real. Anos mais tarde a tecnologia se tornou gradativamente de mais acesso, e seu uso se estendeu para além das pesquisas laboratoriais, tendo milhares de aplicações, como na educação, no treinamento militar, na medicina, e nos jogos. Fiel às suas origens, o conceito se refere ao espaço visual no qual o observador pode navegar, em três dimensões e em tempo real. Museus já começam a mostrar a arte eletrônica com mais frequência. Esse interesse é a clara indicação de que a arte eletrônica tem muito a nos dizer sobre a experiência contemporânea, sobre os limites e possibilidades da arte, e sobre nós mesmos.


 Veredas, Ano 3, N. 32, Agosto de 1998, pp. 12-15 

28 janeiro 2010

Chew Lips - Unicorn


Ano passado você viu a ascensão dos trios, duos e bandas de synth-pop liderados por vocais femininos, La Roux, Ladyhawke, Little Boots, Marina and The Diamonds, Golden Filter e até aqui no nosso blog colocamos uma lista em que falamos que 2010 seria de Ellie Goulding. Nessa esteira, pe que o Chew Lips surgiu, ficondo famosos com a música Solo, pelo selo Kitsuné, e até então não se falava mais em Chew Lips. Neste mês o trio mostrou sua aposta pop: melodias harmoniosas, cheio de colagens, o álbum Unicorn é contemporâneo e docinho.

Para baixar o álbum Unicorn clique aqui.
>>>Chew Lips - Play Together

After Dark Horrorfest: O futuro do horror.

After Dark Horrorfest, ou “8 Films to Die For” é um festival alternativo de filmes de terror, que apresenta oito produções independentes de terror anualmente, algumas vezes filmes “secretos” de bônus, todos distribuídos pela After Dark Filmes nos Estados Unidos. O primeiro Horrorfest foi realizado em 2006, sendo que agora em 2010 o evento encontra-se na sua 4ª edição, que acontece durante o período de 29 de Janeiro até 04 de Fevereiro, tempo que os filmes estarão em cartaz nos cinemas americanos que apoiam o evento. Os Filmes selecionados para esse ano foram: Dread, The Final, The Graves, Kill Theoru, Lake Mungo, The Reeds, Hidden, ZMD: Zombies Of Mass Destruct...
 
 http://www.horrorfestonline.com/
http://www.cinemedo.com/after-dark-horrorfest-4/

27 janeiro 2010

LOLLA ROCK


Charlotte Gainsbourg

Ela já gravou 2 álbuns e agora está lançando o terceiro, o IRM. O nome do álbum teve como inspiração as sessões de ressonância magnética que a cantora teve que fazer por causa de um acidente de esqui. Beck colabora no disco assim como o papai Serge Gainsbourg, já que eles regravaram algumas de suas canções.

Charlotte já atuou em mais de 30 filmes, incluindo o Antichrist e I'm Not There e ainda é a modelo da griffe Gérard Darel.
Veja o clipe e tente não se lembrar daquela mulher insana do Antichrist, ui.


26 janeiro 2010

Gucci by Lynch



David Lynch, o diretor mais conceitual da contemporaneidade, dirigiu o comercial da grife Gucci. No elenco, a supermodel brasileira Raquel Zimmermann, e na trilha sonora, Blondie. O que esperar de uma mescla como essa? confira:

25 janeiro 2010

BODY SONGS e a Experiência do Humano



Body Songs é primeiro documentário escrito e dirigido pelo inglês Simon Pummell. O curta aborda “uma visão panorâmica da experiência humana”. Mas o que chama mais atenção é a trilha sonora composta pelo talentosíssimo guitarrista do Radiohead, Jonny Greenwood. Algo absolutamente conceitual. As imagens me deixaram um pouco descofortavel, enjoado, algo por aí... tem uns 8 pedaços dele no youtube, postei apenas a primeira e última parte..




"Experience de Michel Gondry"




“Experience” é o comercial da Motorola dirigido pelo criativo Michel Gondry de (Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças), onde o diretor francês apresenta seu universo lúdico e peculiar, ao mostrar as sensações da protagonista ao utilizar um Razr2. No site da Motorola é possível acompanhar making-of com entrevistas, imagens e rascunhos do cineasta. A criação fica por conta da agência norte-americana Cutwater. via Brainstorm. Confere:

Warhol vai ao Supermercado


Para divulgar uma exposição com obras do "Rei da Pop Art Andy Warhol" em uma galeria de arte australiana, a agência de publicidade Clemenger BBDO criou este vídeo na época, cheio de referências às obras do mestre..Sente só

24 janeiro 2010

Geraldine Georges e o Ultra-Pop Digital



O Belga Geraldine Georges exibe em seus trabalhos um mix de tendências, que vão das novas artes digitais, ou seja, a manipulação da estética feita sobre influência total de programas de computador,  à foto-colagens, formas orgânicas, etc. Suas composições exaltam o fetiche contemporâneo pelo experimentalismo ultra-pop.


23 janeiro 2010

Gilles Lipovetsky e a Hipermodernidade




Gilles Lipovetsky é um dos principais teóricos do mundo contemporâneo, e principais representantes  dos estudos sobre a cultura pós-moderna, baseada estruturalmente no predomínio do ultra-individual sobre o universal e na diversificação extrema da conduta e dos valores. O autor insere seu pensamento sobre campos dos mais diversos, arte, lazer, consumo, política, luxo, moda, etc.  Para o pensador, o homem hipermoderno está “fragilizado pelo medo em uma era de exageros”. Lipovetsky aponta o tempo presente por características específicas, o “fim das ideologias, o surgimento de uma nova cultura hedonista, o destino da comunicação e do consumo de massa, os sub-prazeres, o culto do corpo”. Todas essas realidades mostravam que havia um novo capitalismo e também um novo tempo da vida democrática. Segundo o autor, não havia o fim da modernidade, mas era possível identificar sua nova face. Para Lipovetsky, existem duas grandes razões para aceitarmos essa idéia de que não estamos em uma sociedade pós-moderna, mas em uma “outra modernidade”, ou mais exatamente em uma hipermodernidade, mais complexa, segregada e intensificada. A primeira é a dos princípios fundamentais constitutivos da modernidade – a valorização do indivíduo e da democracia, a valorização do mercado num segundo plano e em terceiro a valorização da tecnociência – não foram substituídos, apenas radicalizados. Não houve mais do que isso. Agora não há mais nenhum inimigo destes princípios. Portanto, não estamos mais em uma modernidade destruída, mas em um regime hiperbólico, superlativo, porque já não existe um “contra-modelo” ao que está posto. Até então existiam perspectivas nacionalistas, revolucionárias que propunham outros modelos. Hoje, não há outro modelo que não a democracia ou o mercado globalizado.

Livros públicados: Do Luxo Sagrado ao Luxo Democrático, Era do Vazio, A: Ensaios Sobre o Individualismo Contemporâneo; A Felicidade Paradoxal; O Império do Efêmero: a Moda e Seu Destino nas Sociedades Modernas; A Inquietude do Futuro: o tempo hiper-moderno; O Luxo Eterno: da Idade do Sagrado ao Tempo das Marcas; Metamorfoses da Cultura Liberal; A Sociedade da Decepção; A Sociedade Pós-Moralista; Os Tempos Hipermodernos; A Terceira Mulher.
  

21 janeiro 2010

Bruno Dayan e o Hedonismo de Mercado


O Fotógrafo francês de moda internacional Bruno Dayan, é criador de um maravilhoso trabalho que mistura perfeitamente a imagem publicitária, mercadológica e o hedonismo lúdico. Suas fotos corrompem essas fronteiras, utilizando muita luz e sombra em cenários de profundos delírios. Suas garotas parecem anjos submersos nesse mar fantasmagórico de Dayan. O cara já trabalhou com grandes marcas como Yves Saint Laurent e Louis Vuitton. Sente o drama..


20 janeiro 2010

IT Girls: as Garotas do Momento!




Vivemos em um período de total crise e esgotamento das ideologias, principalmente aquelas ortodoxas, e nessa esteira o feminismo também foi afetado. O feminismo construiu-se a partir de uma necessidade específica  em um contexto de desigualdades salariais, exclusões da mulher dos espaços de decisão e atuação no campo do trabalho, muito preconceito em varios níveis, etc.. Passado isso, e também, sendo um resultado das conquistas das feministas da década de 60, a realidade social hoje alterou-se, essas velhas disposições de gênero, na maioria do mundo, não encontram-se tão determinadas e opressoras ao gênero feminino. Nesse sentido o feminismo entrou em “certa crise” corroendo aquela imagem da feminista “ortodoxa e militante”, um “homem de saias”, dando margem para uma nova representação da “mulher”, em um "new turn" chamado movimento “pós-feminista”. Nessa esteira emergem então, as “It Girls". Termo utilizado para se referir às garotas cheias de atitude, que criam tendências na moda, música, arte, literatura, etc. Elas são atrizes, modelos, cantoras, escritoras de blog, não há uma atmosfera específica para sua atuação. Elas são importantes referências no caminho que a “cultura pop” está se direcionando, prova marcante disso é o grande número de bandas de vocal feminino que estão super hypadas aí. Meu exemplo brasileiro hoje é a Love Foxxx, cantora, DJ, designer. Garotas, o mundo é de vocês! 

POLYAMOROUS AFFAIR

O casal Eddie Chacon e Sissy Sainte-Marie faz o duo de eletro-glam The Polyamorous Affair. O som se resume a altas doses de retrô decadente com espumantes melodias glam, misturadas a um groove eletrônico, sussurrados a uma sensualidade viciante. Exagerei? De qualquer forma, Sissy é linda de doer.
Em maio será lançado o álbum Untitled Tribute to David Bowie, pelo selo Manimal Vinyl, em que o duo tocará o tema de "Cat People". Entre outros artistas que participam deste álbum estão: MGMT, Soulwax, Carla Bruni, Duran Duran e Devendra Banhart.

E o clipe novo...

Baixe> The Polyamorous Affair - White Hot Magic

The YouTube Screening Room






Uma das grandes ferramentas que o Youtube criou para os cinefilos do século XXI, foi o portal de vídeos e canal de curtas-metragem The YouTube Screening Room, tornando-se um ótimo meio de publicação de curtas-metragens de pequenos autores. A ferramenta terá como meta lançar a cada semana quatro produções de prestígio mundial. O YouTube, um dos fenômenos da web, aliou-se com gravadoras como Warner e canais de televisão com HBO, e a cada sexta-feira, renovará as produções em cartaz.

http://www.youtube.com/ytscreeningroom



19 janeiro 2010

IN FLAGRANTI


O In Flagranti é um duo Novayorquino constituído por Sasha Crnobrnja e Alex Gloor, o seu trabalho envolve muita construção de efeitos em uma melodia muito envolvente, o que demonstra muita maturidade no mundo eletrônico. Da sua discografia fazem parte inúmeros lançamentos de EPs e três álbuns, “Wronger Than Anyone Else” de 2006, “Brash & Vulgar” de 2009 e “Sounds Superb” (álbum limitado) também de 2009. Quanto aos remixes, o duo já fez para os The Glass, Golden Bug, Beni, Crystal Fighters, Bottin, Diskokaines, Who Made Who, entre outros. Em 2002 formaram a sua própria gravadora, a Codek Records, tendo até ao presente momento, lançado seus cds por por várias outras gravadoras entre as quais a Eskimo Records, Gomma, Mindless Boogie e pela Kitsune.

A gótica Pop Art de Tim Burton




Há dois meses atrás, o conceituado diretor Tim Burton  iniciou a apresentação de uma série de trabalhos artísticos no Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA), mais de 700 obras  estão presentes: desenhos, fotos, esculturas, pinturas e filmes. Muitos acreditam que Tim Burton é o novo “Andy Warhol". Eu não! Acho que, mesmo ambos tendo dissolvido a barreira entre o “erudito e o popular”, suas temáticas apresentam características singulares, um "privilegiando a morte e suas representações alegóricas", o outro, a inserção de elementos e símbolos do cotidiano na obra e o esgotamento visual deles. Contudo, a exposição  mostrou desde os trabalhos mais conhecidos de Burton, como “Beetlejuice” e “Edward Mãos de Tesoura”, até seus primeiros desenhos. A montagem fica por lá até 26 de abril de 2010.

Obs: Tim Burton é o clone físico de Robert Smith.






GaGa Fever!

Uma garota loira com franja, sempre de óculos grandes(fugindo dos paparazzi) e de aparência diferente de outras cantoras pop. Essa aí tem um "je ne sais quois", logo pensei, e com razão. O próprio nome é uma referência ao Queen, no seu myspace uma foto de David Bowie, uma canção chiclete chamada Boys Boys Boys, onde cita The Killers(que segundo ela mesma em entrevista) é a sua versão para Girls Girls Girls do Mötley Crue,além de declarar dormir e acordar ouvindo Black Sabbath, já cheirou loucamente ao som de The Cure. Se preocupa muito em não fazer performances iguais,com a ajuda do Haus of GaGa pensa em cada detalhe minuciosamente pra que cada apresentação saia sempre
diferente. O que chama atenção em suas entrevistas é que ela tem uma filosofia,não é feita apenas de maquiagem, roupas e perucas.Prega a liberdade de expressão, em todos os sentidos, o que já causou até revolta e protestos de igrejas em portas de shows. Quando adolescente,as pessoas não a aceitavam e era discriminada por ter um estilo diferente e visual único, por isso, ela defende que os seus fãs acharam um "porto seguro" e podem ser quem realmente são, livres de rótulos. Há alguns dias foi contratada como diretora artística da Polaroid.

18 janeiro 2010

Pra quem não gosta de osso: Courtney Trouble



Fugindo dos padrões de beleza, apresento-lhes Courtney Trouble, a atriz pornô e artista buslesca que vem trazendo uma sensualidade diferente da comum.
No vídeo abaixo ela faz um strip e mostra suas partes mais "gostosas"... Na minha opinião, uma revolução. Ela não é pioneira, as Big Beautiful Women (BBW) tem conquistado homens e mulheres pelo mundo na internet e o admiradores desse tipo de fetiche são chamados de Fat Admirer (FA).
Mas e daí? E daí que na nossa sociedade estipulou-se que as mulheres lindas são as magras, do tipo "cabide" mesmo, e as mais cheínhas foram vítimas de preconceito. Que se tornem divas então!

                              

Merchandising Pop: Uffie X Yelle.

O Merchandising de algumas marcas esta cada vez mais inserindo estrelas do Pop em seu conteúdo, enriquecendo-as com suas belezas, sente as propagandas da Uffie e Yelle...